segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

TURMA DA MANHÃ - 7ªSEMANA

VISITA TÉCNICA - AUTO-RETRATO


Mantivemos a discussão sobre arte e propusemos uma atividade ousada: fazer instalações baseadas na vida de artistas. A atividade foi parcialmente satisfatória. Três (de seis grupos) alcançaram as três etapas (escolha do artista, pesquisa e confecção da instalação). Rolaram instalações sobre Bob Marley, Belo e Mestre Pastinha.


Os demais tiveram dificuldade na última etapa. Na nossa avaliação, o fato dos grupos serem compostos por mais de quatro pessoas tem colaborado para essa “inércia” em alguns momentos.


O auto-retrato, inspirado na obra de Frida Khalo, no entanto, foi uma atividade muito bem sucedida e sobre a qual o grupo dedicou-se e se divertiu. Na quinta-feira, a semana foi fechada com a visita técnica da Luciana.


FRIDA INSPIRANDO OS JOVENS.


TURMA DA TARDE - 6ª SEMANA.

EXPOSIÇÃO VERTIGEM- OS GÊMEOS/SARAU NA CORA CORALINA.


Olá galera, nesta 6ª semana adentramos um pouco mais na discussão sobre o que é Arte para os Jovens Urbanos, e nada mais interessante retratarmos nesta discussão a Arte que é feita, realizada ou simplesmente posta nas ruas da cidade. Então, decidimos explorar uma exposição que mostra bem esta diferenciação de Arte produzida nos museus e aquilo que é feito nas ruas, neste caso o Graffiti. O Graffiti é uma linguagem muito pertinente na vida e na realidade da juventude, por este motivo decidimos entrar por este caminho pra descubrir as vertentes e diferenças que existem neste campo de atuação artística.

A exposição Vertigem, que esteve exposta até o dia 13 de dezembro na FAAP foi explorada pelos Jovens Urbanos, alguns jovens nunca tinham ouvido falar dos Gêmeos, outros já viram nas ruas suas obras bem diversificadas e de caracteristicas próprias dos irmão: Gustavo e Otávio. Agora, falando sobre a exposição, chamada de VERTIGEM, muitos jovens acharam um máximo a criação e ousadia dos irmãos: "Nossa Che, achei muito lindo o carro que eles fizeram" Jennifer, outros nem acreditavam que eram eles mesmos que faziam estes trabalhos nas ruas.

JOVENS URBANOS INDO PRA EXPOSIÇÃO.

Como toda exploração os jovens percebem algumas coisas extranhas, nesta eles acharam "mancada" não poder tirar fotografias, mas, mesmo assim não se intimidaram em explorar e perguntar: "Que tipos de materias são utilizados pra fazer uma exposição? Que objetivo se quer chegar com isto?" Pois, estas perguntas foram norteadoras para a utilização do óculos. A volta dos jovens foi super positiva, alguns ficaram cansados por andar bastante.


SARAU NA BIBLIOTECA CORA CORALINA.

Nesta semana, os Jovens Urbanos se encontraram na Biblioteca Municipal Cora Coralina para participar do Sarau organizado pelo GT de Cultura do IPJ e também pelo Movimento de Cultura d@s Guaianás. Este evento ocorreu na 1ª Semana de Arte Maloqueira e teve um efeito positivo, tanto na Biblioteca quanto na Comunidade.

No evento estavam também os Jovens Urbanos do IPJ, da turma da tarde. Esta foi a primeira vez que nos encontramos com outra turma de outra organização, mas, mesmo assim não tivemos nenhum problema. As fotos ficaram incríveis, e as rolaram muito bem.




TURMA DA MANHÃ - 6ª SEMANA

EXPOSIÇÃO DOS GÊMEOS - VERTIGEM

Começamos a semana já explorando a cidade. Foi a primeira vez que saímos para um local diferente do Centro Velho, mas a importância do olhar sobre o caminho ainda não funcionou bem nesta ocasião. Na FAAP, uma surpresa: os próprios Gêmeos estavam lá.


O que foi empolgante no começo virou decepção para alguns jovens, pois eles não nos deram muita atenção...mas a exposição encantou a todos. Douglas ficou maluco com um painel que mostrava uma menina de rua; Luciana disse que a casinha feita em um canto do salão tinha tudo a ver com São Paulo; e todo mundo viajou na caixa de espelhos, que é o que mais há de vertiginoso no espaço.

Outra reclamação da turma foi o fato de não podermos fotografar. Aproveitei para relembrar a questão que tanto deixa caraminholas na cabeça deles: “Mas aquilo é um espaço público ou privado?”...


Completamos a reflexão com uma discussão sobre “O que é arte”, e montamos um painel de pontos de arte no bairro(que não saiu tão legal quanto esperávamos). Durante essa semana, tivemos a realização da Oficina de Planejamento, coordenada pela Cris da AVIB.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

TURMA DA MANHÃ - QUINTA SEMANA BIBLIOTECA CORA CORALINA - MUSEU DA LÍNGUA


Nesta semana, mantendo a pergunta norteadora “O que a cidade oferece pra você se alimentar?”, fizemos uma dupla exploração. Primeiro, levamos a turma para conhecer uma biblioteca pública do bairro, aonde fomos muito bem recebidos pela equipe e conhecemos um pouquinho da história de Cora Coralina. Conversamos sobre o espaço, o acesso aos livros e sobre as propostas de formação de público que está rolando.

Na quarta-feira, fizemos uma atividade inspirada na Praça das Palavras, que eles veriam no dia seguinte. Cada um presenteou um colega do grupo com frases de autores de nossa língua que estavam espalhadas pelo salão.


Na quinta-feira, fomos ao Museu da Língua Portuguesa. Eduardo, do Poiesis(instituto que nos cedeu os ingressos ao Museu), nos levou à exposição sobre Cora e aos demais setores(não foi uma monitoria, ele apenas nos acompanhou). Os educandos também adoraram as salas interativas, como a mesa na qual se formam palavras com toques na tela, mas somente alguns viram a parte dedicada ao Ano da França no Brasil.

ROBERTO FAZENDO POSE NO MLP.


LEIDIANE E NATÁLIA NA EXPOSIÇÃO SOBRE CORA CORALINA.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

ARTIGO CAJU

Esse é um texto muito bom sobre Comunicação e Direitos Humanos produzido pela CAJU.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

JOVEM RENATA TOCANDO PIANO NA ESTAÇÃO DA LUZ.

Este é o vídeo da Jovem Renata tocando piano na Estação da LUZ, em meio a tanta gente ela ficou com um pouco de vergonha mas conseguiu fazer um som bem legal.


video


5ª SEMANA PJU-TARDE. 03,04 E 05/11.

Nesta semana tivemos nossa agenda bem cheia do PJU. Primeiramente fizemos uma retomada do nosso combinado para apresentar aos novos jovens que estavam entrando no programa: Wender, Ruth, Adriana e Ruth e também para revermos alguns pontos que estavam acontecendo no grupo. Na avaliação da semana anterior, alguns jovens reclamaram de alguns comportamentos que outros jovens estavam tendo, tanto nas explorações quanto nos encontros na organização. Além disso falamos também sobre o respeito entre o grupo e principalmente sobre as faltas. Como estamos no início do programa e tudo é: "Muito novo, nunca vivi isso antes" relato da jovem Michely em seu Black Book, estas questões foram debatidas em grupo e resolvidas.

Após a discussão, apresentei aos jovens o texto: "Você Aprende" de William Shakespeare, que fala sobre o comportamento sobre as coisas, com as pessoas, os espaços e etc. A escolha do texto foi justamente para contribuir na discussão que tivemos sobre o grupo e as dificuldades que estávamos encontrando. Em seguida, no primeiro dia da semana realizamos uma Exploração para a BIBLIOTECA CORA CORALINA, localizada no próprio bairro de Guaianases.

APRESENTAÇÃO DA BIBLIOTECA CORA CORALINA.

A proposta de irmos a Biblioteca surgiu após um contato que nós fizemos com o grupo POIESIS. Depois deste contato conseguimos agendar uma exploração ao MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA para o próxima quinta feira, e que também está com a exposição: "Cora Coralina – Coração do Brasil". Isso justifica um pouco da nossa correria que tivemos nesta semana. Mas, voltanto ao primeiro dia da semana, ao explorarem a biblioteca, a maioria dos jovens não a reconhecia com o nome: Cora Coralina, e sim como a Biblioteca de Guaianases. Muitos notaram grandes mudanças dos espaços e principalmente das divisões que fizeram.

OS JOVENS URBANOS FORAM CONVIDADOS
A LEREM E USAREM O ESPAÇO DA MELHOR FORMA.

No segundo dia, fizemos uma atividade com o texto do Shakespeare: Dividimos o grupo em 4 subgrupos, cada um com uma parte do texto, eles leram questionaram e depois apresentaram as propostas em forma de teatro para os demais grupos. Montamos nosso roteiro para a exploração que que realizamos na quinta feira para o MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA e falamos sobre o óculos que iríamos usar que foi: QUEM FOI CORA CORALINA E O QUE ELA FALA SOBRE SUA CIDADE? Como está acontecendo uma exposição sobre a autora, resolvemos utilizar este óculos para que os jovens possam perceber o quando a Cidade é importante para as pessoas, sejam elas: escritoras, andarilhos, trabalhadores e nós JOVENS URBANOS.

SAUDOSA CORA CORALINA.

Ao chegar o último dia semana, nos encontramos na Estação de Trem de Guaianases e embarcamos sentido a Estação LUZ. Quando chegamos a primeira pegunta dos jovens foi: "Onde fica o MUSEU?", e mau eles sabiam que estava em cima de suas cabeças. Chegamos ao museu e a primeira coisa que eles queriam saber era: "Onde está a exposição da Cora Coralina?". Mas, primeiramente, assistimos ao vídeo do Museu e, em seguida, fomos visitar a exposição da autora.


OBRAS DA AUTORA.


ALGUMAS POESIAS.

Após a exploração ao MUSEU, os jovens fizeram uma pose para os fleshes. Em uma breve conserva com os jovens sobre a exploração disseram: "Nossa Che, aqui é muito louco meu, você pode mexer em um monte de coisas..." Maurício, "Só tenho uma coisa pra reclamar: Eu não achei muita informação sobre a Cora Coralina, não achei sobre o que ela fala sobre a cidade que ela viveu, mas está valendo, gostei da exploração" Danilo, isso realmente está certo, na exposição não consegui ver as referências sobre a autora, mas isso foi legal por que fez com que eles perguntasse aos monitores do museu sobre a exposição da Cora Coralina.

A GALERA REUNIDA EM FRENTE AO MUSEU.

Pra nossa surpresa, a jovem RENATA que toca teclado e piano arriscou uma palhinha de sua ARTE e fez uma apresentação ao vivo e de graça em meio a Estação da LUZ para nós do PROGRAMA JOVENS URBANOS e para as pessoas que circulavam o espaço. Bom, nem preciso falar qual foi a sensação de ver uma jovem mandando ver naquilo que sabe fazer.


RENATA TOCANDO E SEUS SEGUIDORES OBSERVANDO...
FOI INCRÍVEL.

DANILO E RENATA FAZENDO UM DUETO
NO PIANO DO POVO...

ESTAÇÃO DA LUZ.

A semana foi bem pesada, mas maravilhosa.





Vander Clementino Guedes.
Educador do PJU-Tarde.
ONG Plugados na Educação.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

4ª SEMANA DO PJU-TARDE.

Salve galera, na 4ª semana do Programa Jovens Urbanos conseguimos completar nossa turma. Enfim, chegamos aos 30 jovens que iram caminhar conosco nos próximos 10 meses de formação. E, por incrível que pareça, conseguimos fechar a turma na última semana de rotação do programa:


ADRIANA, ALINE, BIANCA, CARLOS, DANIELA, DANIEL, DANILO (1), DANILO (2), DAVID, DIEGO, EDUARDO, FELIPE, JENNIFER, JOHN ENIO, KLEBER, LUANA, MAURÍCIO, MELQUISEDEQUE, MICHELY, NOEMI, PHELIPE, RAILSON, RENATA, RUTH, WALLACE, WARLEY, WELLINGTON (1), WELLINGTON (2), WENDER E WESLEY.


E, durante esta semana, entramos na discussão com os (as) jovens sobre literatura, e pra isso utilizamos algumas letras de músicas que falam sobre a cidade e também aquelas que falam das quebradas - RAP, utilizamos também alguns textos considerados como: Literatura Periférica como alguns cordéis do Costa Senna e do Cacá Lopes (ambos escritores, compositores e cordelistas de Guaianases). Em seguida, o grupo foi dividido em 4 subgrupos e produziram alguns painéis utilizando colagens para representar o que as letras de músicas e textos tinham a ver com o que eles (as) estam vivenciando no Programa, principalmente das primeiras semanas.

Alguns jovens se prostaram em fazer a atividade, outros nem tanto. Alguns estavam reclamando do calor e principalmente do tempo que foi dado para realizar a atividade (40 minutos). Por fim, todos conseguiram fazer, daquele jeito, mas fizeram.

JOVENS URBANOS CONHECENDO A
CASA DOS MENINOS.

E, pra completar a semana com chave de ouro, realizamos nossa exploração no Bairro mesmo. Fomos todos (as) pra Casa dos Meninos conhecer, primeiramente, a Biblioteca Viva - projeto este elaborado e efetuado por Jovens Urbanos participantes da 3ª Edição do Programa na Região. Por fim, acabamos sendo supreendidos, e acabamos conhecendo uma grande parte do espaço da organização e principalmente tivemos a explicação por uma das coordenadoras da Casa sobra a atuação que ela exerce juntamente com e para a comunidade do bairro. Ao chegar na Casa fomos bem recebidos pelos jovens: Maicon e Liliane - ambos estão com projetos dentro da organização - que nos apresentaram o espaço e também alguns projetos que a Casa oferece.


CONHECENDO ALGUNS PROJETOS DA CASA.

No espaço também estava acontecendo uma exposição com o tema: O ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) onde todos os projetos que acontecem na Casa tiveram que realizar trabalhos e realizaram com omaterial uma exposição. Por fim conhecemos a Biblioteca Viva com a presença do Maicon que participou da 3ª Edição do PJU e também da Liliane. Em seguida ele snos contouram suas trajetórias dentro da Casa e disseram o quanto foi importante participar do PJU e de como isso ajudou a ampliação do repertório cultura e social deles com o bairro e também com o Mundo.

EXPOSIÇÃO SOBRE O ECA.

Os jovens fizeram muitas perguntas como: "Porque o nome de Biblioteca Viva?", "Como vocês conseguiram fazer tudo isso?", É muito difícil escrever um Projeto?". Enfim, a maioria foi respondida pelos próprios jovens outras foram encaminhadas para a organização. Por fim fizemos uma avaliação emuitos jovens disseram que: "A cada semana que passa, aprendemos novas coisas e adquirimos mais conhecimento...", outros diseram que: "Nem sabia que, em Guaianases tinham escritores, e grandes escritores."

Esta foi mais uma semana de Jovens Urbanos. E, vamos que vamos pois a cidade não pára!!!



Vander Clementino Guedes.

Educador do PJU-Tarde.
ONG Plugados na Educação.



segunda-feira, 16 de novembro de 2009

TURMA DA MANHÃ - QUARTA SEMANA - BIBLIOTECA VIVA


DEISY, JAK, CIBELE E MAICON NA BIBLIOTECA


LÉIA SE PREPARAANDO PARA A CONTAÇÃO


Mantendo a pergunta norteadora, trouxemos o olhar para o bairro e começamos a trabalhar a linguagem da Literatura com os jovens. Fizemos uma atividade na qual os grupos analisaram letras de músicas que falavam sobre cidade e produziam um painel. A maior parte dos grupos chegou a bons resultados, mas alguns educando tiveram dificuldades em elaborar o painel. Uma boa “desculpa” foi a de Lucas, que ao mostrar o painel com poucas figuras e quase tudo em branco, disse: “A idéia da música é essa, a cidade se esvaziando de sentido”(!!).
Na quinta-feira, fomos conhecer o projeto Biblioteca Viva, na Casa dos Meninos, aonde fomos muito bem recebidos por Liliane e Maicon, e participamos de uma oficina de contação de histórias. Eles falaram sobra a trajetória delas como jovens urbanos e sobre a experiência de trabalhar com a comunidade.

TURMA DA MANHÃ -TERCEIRA SEMANA - BANESPÃO E BOVESPA

Na terceira semana, nossa pergunta norteadora foi “O que a cidade oferece pra você se alimentar?”. Conversamos sobre como enxergamos nossa rua, nosso bairro, nossa cidade. Será que sabemos usar a recomendação de Saramago: “Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara”?
Assistimos, então, ao filme Ensaio Sobre a Cegueira, baseado no livro do autor e dirigido por Fernando Meirelles. A repercussão foi ótima: desde reprovações como “É horrível”, até sacadas como “Eu acho que ele ta falando de mais coisas além da cegueira”...
Na quinta, fomos “ver” a cidade de lá de cima do Edifício Altino Arantes. Foi uma baita experiência - eles ficaram encantados e não queriam mais descer...De quebra, ainda fomos convidados para conhecer a Bovespa, que tem uma monitoria para grupos e uma exposição sobre sua História.

EDUARDO, DO ALTO DO BANESPÃO

INGRIS E SUAS MADEIXAS...

LEIDIANE NA EXPOSIÇÃO DA BOVESPA

TURMA DA MANHÃ - SEGUNDA SEMANA - MERCADÃO MUNICIPAL - CENTRO




Mantendo como questão norteadora “Você tem fome de quê?” trabalhamos a integração do grupo e a relação dele com a cidade ao longo da semana. A exploração escolhida foi o Mercadão, e as comparações com o espaço de Guaia foi inevitável:
“Lá é muito, maior”, “Tem muito mais coisa”, “Tem muito mais movimento”, “Mas lá também é um espaço público”, “Lá também vende fruta, comidas”...
Ao mesmo tempo que íamos ao local, passamos pelo comércio da 25 de Março, e alguns jovens comentavam que já conheciam, que já tinham ido lá fazer compras ou mesmo quando trabalhavam. Foi nossa primeira exploração para longe, e aproveitei para conversar bastante com eles, conhecer mais sobre suas vidas...

TURMA DA MANHÃ - PRIMEIRA SEMANA - MERCADÃO DE GUAIANASES






NAS FOTOS:
Roda em frente ao Mercado; Patrícia e Viviane no sebo; Leidiane e o pintor; Roberto e Léia chegando e felizes...

Na primeira semana da Turma da Manhã da Plugados, exploramos um ponto muito conhecido do bairro, porém com um novo olhar. O mercado municipal fica bem perto da estação de trem e tem um enorme movimento durante o dia todo.
Pedi para os jovens tentarem observar com calma todo o espaço e o entorno do Mercadão. Eles relataram algumas coisas interessantes.
- O sebo, que muitos não haviam conhecido;
- O pintor, que vende seus quadros na parte de trás;
- A ótica;
- Os caranguejos pendurados no frigorífico.
Ao final da exploração, solicitei que cada um dissesse uma palavra que simbolizasse a experiência daquela primeira semana. A maior parte das falas foi positiva, foi de aprovação.
Um dos elementos importantes foi a confecção de um cardápio, no qual por território, cada jovem foi elencando expectativas sobre o programa(onde explorar, o quê discutir, etc...)

3ª SEMANA D@S JOVENS URBANOS-TARDE.

Olá galera, na 3ª semana do PJU continuamos com a discussão sobre o bairro e a cidade, nesta semana realizamos algumas atividades com o intuito de mostrar aos jovens a importância do olhar e reparar. No primeiro dia da semana fizemos a atividade do foco, onde os jovens formaram um grande círculo, ambos de frente uns para os outros. A ideia era trocar de lugar sem perder o foco do outro, sem deixar de olhar e observar pra pessoa que estava se movimentando para mudar de lugar. Muitos jovens acharam engraçado e difícil, mas todos e todas realizaram a atividade.

Na verdade esta foi uma alternativa para que os (as) jovens pudessem reparar e trocar de lugar uns com os outros sem ter a intenção onde iriam chegar.

Na mesma semana passamos o filme: "O Ensaio sobre a Cegueira" justamente para que os (as) jovens reparassem na mensagem do filme e também sobre os locais que são mostrados nas filmagens. Alguns jovens acharam interessante o filme pois retratava - na visão de alguns - um tipo de doença que afetou praticamente o mundo inteiro, mas somente uma mulher não tinha pegado este vírus e ela começou a ajudar as pessoas afetadas. Outros jovens não gostaram muito do filme, estava muito calor no dia e abafado, por mais que as condições não eram das melhores conseguimos assistir o filme e fazer uma discussão.

"Achei que o filme tem uma imagem muito clara, não dava pra enchegar direito..." Wesley.

" Nossa, eu gostei muito, na verdade ficou uma dúvida pra mim: Que tipo de vírus ou doença era aquela? Gostei muito, mas vou ter que assistir novamente." Michely.

Ao término do segundo dia da semana, falamos aos jovens pra onde iríamos realizar nossa próxima exploração- ao BANESPÃO -, muitos ficaram de bocas abertas ao imaginar que subiríamos naquele imenso prédio e ver a cidade lá de cima. O óculos que usamos foi: O que esta Cidade oferece pra você se Alimentar? No dia seguinte, pegamos o trem sentido luz e fomos para nossa exploração pela cidade. Ao chegar no prédio o jovem Warley disse: "Caramba, nós vamos subir isso tudo?", outros diziam: "Vamos subir tudo a pé?", "É muito alto, nossa, será que não vou passar mau? Tomara que não. Não quero perder isso por nada."

A chegada ao topo do prédio, os jovens ficaram livres e registraram em algumas fotos. Após a exploração ao prédio do BANESPÃO, nós fomos ao Viaduto do Chá pra saber se alguns jovens conheciam o local, a resposta da maioria dos (as) jovens foi: "Esse lugar passou no filme. Nós vimos ela lá toda suja e sem ninguém...". Pra que todos e todas tenham um gostinho de como foi esta semana, vejam as fotos tiradas pelos jovens.

LUSTRE DO BANESPÃO.

ARTE NO BANESPÃO.

PRONTOS PRA SUBIR ESCADAS???

REGIÃO LESTE DA CIDADE DE SÃO PAULO.
NOSSA QUEBRADA.

POSE PRAS FOTOS.

REGIÃO CENTRAL DA CIDADE.

MAURÍCIO(NO CANTINHO), KLEBER E JENNIFER.

MERCADÃO MUNICIPAL E O PRÉDIO
TREME-TREME.

A GALERA DESCANSANDO UM POUQUINHO
NA CALÇADA MESMO.

INTERVENÇÃO COM O BUNECO NA RUA SÃO BENTO.

DE CIMA DO VIADUTO DO CHÁ.
ABAIXO O VALE DO ANHABAGAÚ.

WELLINGTON E SEU ÓCULOS RADIANTE.

JOVENS URBANOS.
TARDE.

EM FRENTE AO MUSEU MUNICIPAL.
E DA ESTÁTUA TAMBÉM.

AGORA VAMOS EMBORA???


MALABARES DE JOHN ENIO 1...

JOHN ENIO 2.

AGORA SIM!!!





VEJAM + FOTOS DOS JOVENS URBANOS NO PICASA WEB:
http://picasaweb.google.com.br/pjuplugadosnaeducacao


Vander Clementino Guedes.
Educador do Programa Jovens Urbanos-Tarde.
ONG Plugados na Educação.